Stanford startup, do curso para empresa BWS TECHNOLOGY

bons artistas copiam, grandes artistas roubam”, Picasso (*)

você é um hippie ou nerd?

Carta aberta aos colegas do curso online da Stanford University (Technology Entrepreneurships, BWS – Business World Strategy Group, 2013),

Versão em inglês: STANFORD ‘startup’ course to BWS TECHNOLOGY Company

Prezados colegas do curso online startup da Starford,

Eu gostaria de dividir com vocês sobre minha nova empresa, que acredito, tem algumas ideias discutidas em nosso grupo no curso online – Stanford Technology Entrepreneurships.

Nosso objetivo é ser uma empresa de desenvolvimento software e manufatura de equipamentos no Brasil.

Nós temos um acordo com nosso parceiro da China, para desenvolvimento de tecnologia e representação comercial para Brasil e América Latina.

Nossa logo:

technology

Eu fiz uma fusão e adaptação, entre o nome da empresa sugerida pelo Yan e a marca criada por Raul, mais a ideia ‘well safe’ dos investidores e amigos, adicionada a minha visão e síntese, em três palavras, da fronteira da ciência e da tecnologia no século XXI: Bits, Gens e Átomos.

Bits: evolução da engenharia eletrônica;

Genes: evolução da biologia e da engenharia genética;

Átomos e moléculas: a evolução da engenharia química

Você pode dizer, visão limitada, talvez, pode ser, eu não vejo nenhum problema nisso, “o futuro é incerto …. mas esta incerteza está no coração da criatividade humana“, mas deixe-me ser claro, é a minha visão e eu assumo o fato.

Como eu digo na conclusão da carta de apresentação da empresa: (…) Acreditamos e usar na prática e como princípio, a tecnologia mais sofisticada do universo: as relações humanas.

Gostaria de agradecer a todos vocês e um agradecimento especial ao Raúl Peralta Diaz e Yan Franzini. Ao Yan, porque a partir do nome do grupo, ‘BWS – Estratégia World Business’, foi onde eu comecei a adaptar o nome da empresa, e o Raúl, porque sua criação e design foi muito inspirador para mim.

Agradecimento a todos,

Oswaldo Conti-Bosso – Engenharia de ideias e laços sociais

http://www.BWSTECHNOLOGY.COM  / www.BWS.ind.br

(*) Steve Jobs entrevista, 1995. – (livre transcrição da conversa em inglês e tradução para o português):

(…) Você sabe, em última análise, tudo se resume a gosto, tudo se resume a gosto, tudo se resume a tentar se expor as melhores coisas que os seres humanos têm feito, e em seguida, tentar trazer essas coisas para o que você está fazendo.

Picasso tem uma frase, ele disse; “bons artistas copiam; grandes artistas roubam”.

Temos que saber; eu sempre tive uma ousado falta de vergonha de roubar grandes ideias, e eu acho que parte do que fez a Macintosh grande, era isso, as pessoas que trabalhavam eram músicos, poetas, artistas, zoólogos e historiadores, que também passou a ser os melhores cientistas da computação no mundo.

Mas se não fosse pela ciência da computação, essas pessoas estariam, você sabe, fazendo coisas incríveis na vida em outras áreas e trouxeram com eles, todos nos trouxe a isso, a esse esforço, uma arte muito liberais no ar sorte; muito baixa a muito; Estou artes liberais atitude que queremos polinizar o que de melhor vimos em outros campos,…., eu não acho que você conseguiria isso, se você é muito estreito,….

– Uma questão que eu perguntei a todos na série foi: você é um hippie ou nerd?

Oh, se eu tivesse que escolher um desses dois é claramente hippie, sim, para todas as pessoas com quem trabalhei foram claramente nessa categoria também, sim, …., bem perguntar a você o que é um hippie, eu sinto falta de uma palavra com muitas conotações, mas para mim você sabe porque eu cresci assim lembre-se que os anos sessenta aconteceu no início da década de setenta, certo? Temos que lembrar que a história, quando eu tinha uma idade maior, então eu vi muitas disso e muita coisa aconteceu em nosso quintal aqui. Na vida além de apenas um trabalho, uma família, dois carros na garagem e uma carreira, havia algo mais acontecendo, há um outro lado da moeda, que nós não falamos e experimentamos, lacunas maravilhas. Você sabe, apenas, realmente, quando tudo não é ordenado de forma perfeita, quando este tipo de lacuna de experiência, seja na Rússia ou algo assim e um monte de gente já partiu ao longo da história para descobrir o que era e se é um papel ou se é que você sabe tudo o que alguns místicos indianos poderia ser,  e o movimento hippie tem um pouco disso e eles queriam saber do que se tratava, e que, a vida não era sobre o que viram lá os seus pais, e o pêndulo oscilou demais para o outro lado foi uma loucura, mas houve uma coisa germânica aqui e é a mesma coisa que faz com que as pessoas querem ser poetas ao invés de banqueiros, você sabe, e eu acho que é uma coisa maravilhosa,  e eu acho que esse mesmo espírito pode ser colocado em produtos e esses produtos podem ser fabricados e dado as pessoas que fazem sentido, e esse espírito, se você falar com as pessoas que usam o Macintosh, eles adoram, e muitas vezes você não vê isso nas pessoas normalmente, mas você pode sentir que havia algo realmente maravilhoso. Então eu não acho que a maioria das melhores pessoas que eu tenho trabalhado com computadores, seja por causa de trabalhar com computadores; eles trabalham com computadores, porque eles são um melhor meio capaz de transmitir algum sentimento que você tem que você deseja compartilhar com outras pessoas, isso faz algum sentido para você?  E você sabe, antes de inventarem essas coisas, todas essas pessoas fizeram outras coisas, mas os computadores foram inventados e veio junto na onda, e fizeram todas essas pessoas se interessar na escola antes da escola e disseram, ei, essa é a forma que eu acho que posso dizer alguma uma coisa, você sabe?

(**) Technology Entrepreneurship Part 1 :

https://novoed.com/venture17/conversations/inbox

STANFORD startup course to BWS TECHNOLOGY Company

good artists copy, great artists steal”, Picasso (*)

are you a hippie or nerd?

Open letter to colleagues from the Stanford online course (Technology Entrepreneurship,  BWS – Business World Strategy Group – 2013)

Portuguese version: Stanford startup, do curso para empresa BWS TECHNOLOGY

Dear colleagues of Stanford online course Startup,

I would like to share with you about my new company which I believe has some ideas discussed in our BWS group.

Our goal is to become a company developing software and manufacturing equipment in Brazil.

We have an agreement with partner from China, for technology development and as commercial representation in Brazil and all Latin America.

The brand:

technology

I made a fusion and adaptation between the company name suggested by Yan and the brand created by Raul, plus the idea ‘well safe’ of investors and friends, and added to my vision and synthesis in three words of the frontier of science and technology in XXI century: Bits, Genes and Atoms.

Bits: the evolution of electronic engineering;

Genes: the evolution of biology and genetic engineering;

Atoms and Molecules: the evolution of chemical engineering

You may say, limited vision, perhaps, can be, I see no problem with it, because the “the Future is uncertain…. but this uncertainty is at very heart of human creativity”, but let me be clear, it´s my vision and I stand by that.

As I say at the conclusion of the cover letter of the company: (…) We believe and use in practice and as a principle, the most sophisticated technology in the universe: human being relationships.

I would like to thank all of you and to give a special thanks to Raúl Peralta Diaz and Yan Franzini. To Yan, because from “BWS – Business World Strategy” it was where I started to adapt my company name, and to Raúl, because his creation and design was very inspiring to me.

Best wishes for all,

Oswaldo Conti-Bosso – Engineering of ideas and social ties relationships

http://www.BWSTECHNOLOGY.COM  / www.BWS.ind.br

(*) Steve Jobs interview, 1995 (speech-free translation):

(…) You know, ultimately it comes down to taste, it comes down to taste, its it comes down to trying to expose yourself to the best thing that humans have done and then try to bring those things in to what you are doing.

Picasso had saying; he said; “good artists copy; great artists steals”.

We have you know; always; I am been shameless about stealing great ideas and I think of part of what made macintosh great was that the people working on it were musicians and poets and artists and zoologists and historians who also happened to be the best computer scientist in the world.

but if it hadn’t been for computer science these people have all been you know doing amazing things in life in the field and they brought with them we all brought to this to this effort up a very liberal arts, …., I am liberal arts attitude that we want to pollen the best we saw in these other fields into this field and I am I don´t think you get that if you are very narrow….

– One other questions I asked everyone in the series was are you a hippie or nerd?

Oh if I had to Pick one of these two is clearly hippie, yeah it that, for all the people I work with were clearly in that category too, yeah,…., well ask yourself what is a hippie, I miss in a word as a lotta connotations but to me you know because I grew up  so remember that the sixties happend in the erly seventies right we have to remember that stoy when I had aged so I saw a lot this and a lot happened right in our backyard here and so to me the spark of  that, that there was something beyond serve what you see every day there is something going on here in life beyond Just a job in a family and two cars in the garage in a career, there something more going on there is another side to the coin that we don´t talk about and we experience the wonders gaps Just a realy when everything is not ordered in perfect when this kind a gap experience this in Russia or something and a lot of people have set off throughout history find out what that was and whether it is a role or whether it is you know some indian mystics whatever myght be and the hippie moviment got a little bit of that and they wanted to find out what that was about and that life was not about what they saw there parents and the pendulum swung too far the other way it was crazy but there was a German something here  and it is the same thing that causes people to want to be poets instad bankers, you know, and I think that is a wonderful think and I think that same spirit can be put into products and its products can be manufactured and given to people making sense thart spirit if you talk to people use the Macintosh they will love it you don´t hear people loving things products very often really but you can feel it and there was something really wonderful , so I don´t  think that most that the really best people that I have work with have work with computers for the sake working with computers they work with computers becouse they are the medium the best capable of transmitting some feeling that you have that you want to share with other people, does that make any sense to you? And you know, before they invented these things that all these people did other things but computers were invented and they did come along and all these people did get interested in school before school and said hey  this is the medium that I think I can say something, you know?

(**) Technology Entrepreneurship Part 1 :

https://novoed.com/venture17/conversations/inbox