Como a China vai mudar o mapa da geopolítca global

Prezados geonautas,

Comentários ao post do Luis Nassif: Perspectivas tranquilas para 2014

Quando o Nassif diz: (…) “Com a economia chinesa também se recuperando, ...”, ou seja essa frase parte da hipótese da análise “mainstream” do mercado ocidental, é aí que mora o perigo, mas não são todos que tem essas visão no ocidente, por exemplo, comparando-se a análise de Martin Jacques, vê-se logo que ele caiu numa cilada, a cilada do Deus “mainstream” mercado, pois a China, nos últimos anos, apesar da propalada “crise” econômica global, vai mundo bem, obrigado, incluindo 2013.

Sds,

I- China’s Extraordinary Half-Decade, 2008-2012, by Martin Jacques:

Recent Western commentary on the Chinese economy has been decidedly negative, emphasising the problems and downbeat about the prospects. This, of course, is hardly new: indeed it is absolutely par for the course. In fact, as the figures below show, the Chinese economy has done extraordinarily well in the five years since 2008 and the Western financial crisis. The contrast with the performance of Western economies over the same period is sobering to say the least.

  1. China’s GDP nearly doubled from Rmb26.6tn ($4.3tn) in 2007 to Rmb51.9tn ($9.49tn) in 2012
  2. Government revenue more than doubled fromRmb5.1tn to Rmb11.7tn
  3. Urban incomes rose by an annual average of 8.8%; rural income increased by an annual average of9.9%
  4. 58.7m jobs were created in cities; 84.6m rural residents migrated to cities
  5. 19,700 km of new rail lines were built; 8,951 km of those were high-speed rail
  6. 609,000 km of new roads were built; 42,000 km were expressways
  7. 31 airports were built; 602 shipping berths for 10,000-ton ships were built
  8. The non-performing loan ratio of banks fell from6.1% to 0.95%; their capital adequacy ratio rose from 8.4% to 13.3%
  9. Government spending on education increased at an average annual rate of 21.6%; spending onscience and technology increased 18% a year
  10. Chinese investment overseas more than tripledfrom $24.8bn to $77.2bn

II- Chinese Military Expenditure, by Martin Jacques:

There has been much exaggerated talk about the rise of Chinese military expenditure. The first graph below gives an historical perspective. In 2012, Chinese military expenditure was less than a quarter of US military expenditure. As a proportion of GDP, China’s military expenditure was 2.0% compared with 4.4% for the US. The striking fact remains the US’s huge military expenditure. The second graph below gives the per capita military expenditure of a range of countries. As is clear, in per capita terms, China’s military expenditure remains still extremely low.

III- Martin Jacques: How China Will Change the Global Political Map (Transatlantic Academy, march 2013): Como a China vai mudar o mapa da geopolítca global

http://www.martinjacques.com/wordpress/wp-content/uploads/2013/04/Jacques_GlobalPoliticalMap_Mar13.pdf

Anúncios

Uma resposta em “Como a China vai mudar o mapa da geopolítca global

  1. Comentário meu no post do Fernando Nogueira da Costa:
    http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2013/12/16/crise-europeia-2007-2013-e-implicacoes-da-moeda-unica-para-a-periferia-da-zona-do-euro/#comment-26528

    Prezado Fernando,

    Gostaria de dizer algumas palavras desse belo trabalho de TCC, pegando um gancho na sua síntese sobre o TCC/UME,

    (…) “Foi mais uma experiência desastrosa mitificada por uma visão neowalrasiana de idealização de um Modelo de Equilíbrio Geral. Uma real motivação geo-econômica e política, configurar um forte bloco regional de comércio livre intra-zona europeia e uma barreira estratégica face a novas aventuras bélicas, recebeu falsa legitimidade teórica por parte de economistas neoliberais, pré-estabelecendo supostos “critérios de convergência” para países com fortes assimetrias estruturais (veja quadros acima), insuperáveis em um horizonte de tempo geracional. Ai, que saudade da velha e boa abordagem estruturalista…”
    (…) “Caso desenvolva sua unificação, a União Europeia terá a chance de ter competitividade internacional frente aos EUA, aos países exportadores da Ásia e, especialmente, ao BRIC.

    Eu creio que os EUA e EU estão no mesmo barco, a fadiga do material é da cultura anglo-saxã e da civilização ocidental dos últimos séculos, em clara crise de descendência.
    Martins Jacques, em “Como a China vai mudar o mapa da geopolítca global” (março de 2013), mostra-nos dados recentes, na qual em 2030, o PIB dos EUA e EU juntos somarão 28% (15% EUA e 13% EU) do PIB global, e a China terá um PIB de 33% do PIB global, ou seja, o mesmo PIB que tiveram em 1820. Além dos países não ocidentais, Ásia, África e América Latina, somarem uma população de 87% da população global.
    https://engenhonetwork.wordpress.com/2013/12/13/como-a-china-vai-mudar-o-mapa-da-geopolitca-global/

    Com minha análise pobre e visão limitada, foi ancorar na visão visionária de mestre Celso Furtado,
    (…) “Nesse sentido, o acordo comercial “rápido” (claro viés política, escondendo os fatos) entre América do Norte e União Europeia, que será apenas 15% da população mundial em 2030, aparenta ser um tiro no próprio pé, pior ainda, estão brincando com fogo, claramente estão sem visão de futuro, ou não sabem como encarar a realidade, jogando um perigoso jogo, tentando isolar a China. A secular questão geopolítica: Quem vai controlar o mundo e em quais termos?”
    https://engenhonetwork.wordpress.com/2013/10/03/celso-furtado-e-o-ocidente-em-state-of-denial/

    De certa forma, guardada as devidas proporções, é essa linha de análise, que li na introdução do TCC, escrita por Osvaldo Antonio Dadico Filho, ou seja, trata-se de uma crise da civilização ocidental dos últimos séculos, EUA e EU, eles olham para o futuro e se sentem num penhasco, faltam-lhes chão e bom senso, e aí, aparenta estar atirando no próprio pé, pior ainda, estão brincando com fogo, claramente estão sem visão de futuro.
    Sds,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s